As Festas Concelhias, conhecidas por Feira da Ladra, são o maior cartaz cultural da região. Elas enchem as ruas locais sempre no primeiro fim-de-semana de Outubro.
Diz-se que a sua denominação remonta aos tempos em que os habitantes das aldeias se deslocavam a pé até à feira, com recurso a um pau em forma de forquilha que aproveitavam para, ao longo do trajecto, ir “roubando” as uvas das latadas.
Esse pau foi depressa baptizado de “ladra”, o que depois deu origem ao nome da feira.
Com uma longa tradição, são milhares os visitantes que procuram participar no seu vasto programa de actividades onde não faltam, entre muitas manifestações, os espectáculos musicais e de pirotecnia, folclore, diversões, provas equestres, exposições e concursos pecuários, vendedores ambulantes, comes e bebes, sem esquecer a tradicional Feira de Produtos Locais.
A Feira da Ladra é uma festa de todos e para todos, porque nela cabem todas as faixas etárias e sociais do concelho onde se exibem as mais puras tradições populares, os usos e costumes do concelho, a dinâmica do mundo rural, as manifestações ancestrais e o pulsar de um povo que encontra nas suas raízes expressões de saberes e sabores.
É, ainda uma excelente oportunidade de negócio e de transação de bens e produtos predominantemente regionais, quer para agricultores, criadores de gado, artesãos, operários, comerciantes e industriais.
A Feira da Ladra é também momento de diversão, convívio, entretenimento e, sobretudo, um excelente veículo de promoção regional, fator de chamamento e atratividade de forasteiros e turistas ao concelho de Vieira do Minho.
De 4 de Outubro a 8 de Outubro, a sede do concelho veste o fato de gala para exibir um cartaz de grande significado popular, cultural, social e de convívio e recreio para a população de Vieira e concelhos limítrofe.