O nosso concelho, bem como o centro e norte de Portugal, viveram nos últimos dias momentos aflição devido aos diversos incêndios. Foram momentos que exigiram de todas as entidades no terreno muito esforço, dedicação, coragem e bravia, agradecendo este Município todo o empenho das mesmas.
Em Vieira do Minho o incêndio de maiores dimensões deflagrou sábado pelas 15h34 na freguesia dos Anjos tendo alastrado até à freguesia de Ruivães. Esta situação foi a que consumiu maior área tendo pelo meio entrado na zona do Turio e Serradela com muitos danos a nível arbóreo.
Simultaneamente sábado à noite deflagrou um incêndio no Lugar de Fares, freguesia de Cantelães, que causou muita preocupação dado que o mesmo se iniciou junto a habitações.
Já no domingo ocorreram diversas situações nos lugares de Gandra e São Roque, na freguesia do Mosteiro, na Cuqueira, freguesia de Vieira do Minho, na Rechã, freguesia de Caniçada, incêndios que causaram grandes preocupações dado a proximidade de habitações.
Por fim, já na segunda-feira, um incêndio vindo de Cabeceiras de Basto alastrou para o Baldio Agra, Rossas, tendo consumido apenas floresta.
Todas estas situações foram dadas como extintas 2ª feira à noite.
O Município de Vieira do Minho encontra-se a recolher elementos para proceder a uma análise cuidada dos acontecimentos por forma a tomar medidas que possam minimizar os efeitos nefastos dos incêndios florestais.