Descrição

Na zona de Frades, freguesia de Ruivães, o vigor da natureza é quebrado pela secular Ponte da Misarela, que se eleva a mais de 15 metros sobre o leito do Rio Rabagão. Este monumento está ligado a várias crenças pagãs e lendas, uma das quais atribui a construção da ponte a um pacto entre um foragido e o diabo, o que lhe valeu o epíteto de “Ponte do Diabo”. Aquando das Invasões Francesa, a 17 de Maio de 1809, passou por aqui o exército francês de Soult, fugindo à perseguição das tropas anglo-lusas de Wellesley. A construção da ponte remonta à Idade Media e está classificada como Imóvel de Interesse Público desde 1958 (Decreto n.º 45/93, DR n.º 280, de 30-11-1993 e Decreto n.º 42 007, DG n.º 265, de 06-12-1958).