A cozinha vieirense está profundamente marcada pelos sabores rurais e serranos, e pelo aproveitamento dos produtos endógenos que possibilitam a confeção de iguarias verdadeiramente tentadoras.

No inverno e depois dos presuntos e enchidos estarem secos e curados, o mais afamado manjar tradicional, as Couves com Feijões, recheia as mesas do concelho.

A vitela assada no forno é outro prato clássico da gastronomia vieirense. A carne Barrosã, gado que pastoreia grande parte do ano nos pastos verdejantes da Serra da Cabreira, pode ser degustado nos restaurantes ou adquirida nos talhos da região.

Para completar o cardápio, não podemos deixar de referir outras especialidades da terra que merecem ser destacadas, tais como o Cabrito, o Anho, os Barquilhos, as Rabanadas, o Leite-creme, o Pudim, entre outros.

Ao nível de restauração, o concelho dispõe de vários restaurantes distribuídos pelas várias freguesias, onde poderão ser encontrados os mais típicos paladares minhotos.

VITELA BARROSÃ

A Gastronomia Vieirense tem o seu expoente máximo na Vitela Barrosã, sendo um dos ex-líbris do concelho e dos pratos mais apreciados e mais procurados pela gente da terra e pelos visitantes. Em naco, grelhada ou assada a vitela é uma deliciosa tentação e expressão de bem receber.

Em Vieira do Minho, o gado de origem Barrosã pastoreia grande parte do ano nas encostas e prados da Serra da Cabreira o que lhe confere um sabor único e uma textura tenra e suculenta. Esta pode ser degustada nos restaurantes ou adquirida nos talhos do concelho.

 

COUVES COM FEIJÃO

A iguaria “Couves com Feijão” é o exemplo típico do aproveitamento dos produtos endógenos que possibilitam a confeção de pratos deliciosos.

Tradicionalmente, as “Couves com Feijão” são confecionadas nos meses de inverno, entre Novembro e Março, após a matança do porco, e depois dos presuntos e enchidos estarem secos e curados. Para a preparação deste prato, são necessárias as melhores carnes caseiras e o que de melhor se produz nos campos e hortas: carne de porco (orelha, pé, presunto, pá, barriga e costela), enchidos (salpicão, chouriça de carne e chouriça de sangue), couve-galega cegada, feijão amarelo, batatas cortadas aos quadrados, bom azeite e alho picado.

MEL

O mel de Vieira do Minho é produzido a partir do néctar recolhido das flores das seguintes espécies, urze, tojo, carvalho, entre outras. Estas plantas conferem ao mel características únicas quanto ao sabor, aroma e cor, que se traduz num produto de excelente qualidade.

O mel faz parte da doçaria tradicional e serve para regar as rabanadas, o queijo, os barquilheres e para a confeção de outros doces.

No concelho, existe vários produtores, cujo mel se encontra à venda no posto de turismo.

 

BARQUILHERES

Os Barquilheres são uma especialidade centenária de Vieira do Minho, criada no seio de uma família de agricultores da freguesia de Mosteiro. Estes são preparados à base de produtos tradicionais, com ovos, farinha, açúcar amarelo, canela e limão. A particularidade desta iguaria está no processo de cozedura que, ainda hoje, é feita artesanalmente a fim de garantir uma textura finíssima e estaladiça. Cada Barquilher é confecionado à lareira, num recipiente em ferro previamente aquecido e untado com manteiga, cumprindo as regras de cozedura em lume brando. Depois de cozido e ainda quente, é desenformado e enrolado delicadamente com as mãos de forma a obter um cone.

Os Barquilheres podem ser degustados com mel, marmelada ou compotas caseiras.

A herdeira da receita orgulha-se desse legado que lhe foi transmitido pela sua mãe, e espera que as gerações vindouras saibam apreciar e perpetuar esta sobremesa genuína e única.

FUMEIRO

Em Vieira do Minho, o fumeiro é rei. Há mais de 10 anos que a Autarquia organiza anualmente a Feira do Fumeiro de forma a que os inúmeros produtores locais possam comercializar o tão afamado Fumeiro Vieirense. Este certame tem vindo ao longo dos anos a assumir-se como grande dinamizador da economia local, projetando assim o concelho a nível gastronómico. Presunto, pás, pés, barriga, pernis, chouriças de carne e de sangue, morcelas, salpicões, alheiras, orelheira, queixadas, peitos, cabeça e pingo são algumas das iguarias que durante este evento fazem as delícias de quem visita Vieira do Minho.

O Fumeiro de Vieira do Minho é produzido em unidades de fabrico de cariz familiar e de forma tradicional, garantido assim a sua qualidade e autenticidade.