A freguesia de S. João da Cova, situa-se a cerca de 10 km NNW da sede do concelho de Vieira do Minho, ocupando uma área geográfica de 463 hectares. Esta freguesia do vale do Cávado, é limitada em toda a frente norte pela albufeira de Caniçada, desde a linha de água que passa próximo da igreja paroquial até ao lugar de Faldrém; a partir daqui, progride ao longo da encosta, tendo a nascente a freguesia de Louredo e a poente a freguesia da Ventosa, afunilando-se o seu limite sul no topo do Monte da Srª da Fé numa linha próximo do Penedo Covo até à zona das antenas, confrontando com uma pequena área das freguesias de Eira Vedra e Cantelães. Sendo uma freguesia relativamente pequena em termos de área, dispõe de locais de grande beleza natural dada a proximidade da Serra do Gerês e da Barragem de Caniçada.

Origem Histórica

Embora se creia ter havido aqui um povoamento pré-histórico em virtude da existência de vestígios arqueológicos castrejos, a freguesia só aparece referida a partir do século XII. Em 1128, D. Afonso Henriques doou ao Mosteiro de Monte-de-Ramo (provincia de Orense) “in couto nominato Ribeira de Solar in Terra de Vieyra cum sua ecclesia nuncupata Sacto Johane de Cova”. A antiga freguesia era abadia da apresentação da mitra e beneficiou do foral manuelino concedido à antiga vila e concelho (extintos) de Ribeira de Soaz, em 16-07-1515. O padroeiro é S.João Baptista.

Imóveis de Interesse Patrimonial

  • A Igreja Paroquial situada no lugar de Assento, apesar de várias alterações relativamente à traça primitiva datada de 1138, apresenta na porta lateral sul, uma rosácea encaixada no arco primitivo de estilo românico, tendo uma cachorrada do mesmo estilo.
  • Capela do Bom Jesus da Paz na Portelinha, é uma construção setecentista -1668-, comemora a paz com Castela após a Restauração. Nas padieiras da porta principal e da lateral sul, gravaram-se inscrições retiradas de Isaías e de Zacarias, e sobre a porta principal pode-se ler “NO ANNO DE 1668 FES CASTELA PAX CO PORTUGAL O POVO FES ESTA OBRA DO BOM YHS DA PAS”. Ainda no interior pode-se encontrar três figuras processionais: Senhor dos Paços, Senhora das Dores e um Senhor Morto.
  • Capela de Santo Amaro, em Faldrém, foi remodelada em 1903. Aqui destaca-se o Crucifixo, de desenho recente, proveniente da Igreja da Cividade de Braga. 
  • Capela de Nossa Senhora da Conceição em Crasto, ficando numa colina, sobranceira à albufeira e às pontes de Rio Caldo. No seu interior pode-se encontrar a tribuna do Altar-Mor proveniente da capela primitiva de São Bento da Porta Aberta, e uma imagem de Nossa Senhora que foi benzida em Roma.
  • Capela da N. Sra. da Begonha (romaria Domingo a seguir a 15 de Agosto) nas Gavinheiras, data de 1801 (conclusão obra 1806). No seu interior, encontram-se várias imagens da Nossa Senhora da Begonha, uma das quais veio do Santuário de Biscaia de Bilbão a mais de 200 anos, trazida por Domingos Martins Gonçalves, benemérito a quem se deve a construção da capela.

Casas de interesse patrimonial

  • Casa de Faldrém, construção provavelmente da primeira metade do séc. XIX.
  • Casa do Seminário, tem registada sobre o lintel da porta principal a data de 1707, funcionou como escola de formação para preparar os jovens para o Seminário.
  • Casa do Cabo
  • Casa da Regueira
  • Casa da Eira com uma eira comunitária
  • Casa da Lage
  • Palheiro dos Pobres, onde antigamente se refugiavam os pobres.
  • Casa das Quintães é uma casa típica de lavoura, tem uma entrada principal com um desenho cuidado e uma padieira onde pode se ler a inscrição “DOMINGOS LOPES MESTRE VA / O?DOLOPES ANTONIO DAMAQVIEL”.
  • Casa Sabiel data de 1726.
  • Casa de Faldrém, construção provavelmente da primeira metade do séc. XIX.
  • Casa do Seminário, tem registada sobre o lintel da porta principal a data de 1707, funcionou como escola de formação para preparar os jovens para o Seminário.
  • Casa do Cabo
  • Casa da Regueira
  • Casa da Eira com uma eira comunitária
  • Casa da Lage
  • Palheiro dos Pobres, onde antigamente se refugiavam os pobres.
  • Casa das Quintães é uma casa típica de lavoura, tem uma entrada principal com um desenho cuidado e uma padieira onde pode se ler a inscrição “DOMINGOS LOPES MESTRE VA / O?DOLOPES ANTONIO DAMAQVIEL”.
  • Casa Sabiel data de 1726.
  • Casa de Faldrém, construção provavelmente da primeira metade do séc. XIX.
  • Casa do Seminário, tem registada sobre o lintel da porta principal a data de 1707, funcionou como escola de formação para preparar os jovens para o Seminário.
  • Casa do Cabo
  • Casa da Regueira
  • Casa da Eira com uma eira comunitária
  • Casa da Lage
  • Palheiro dos Pobres, onde antigamente se refugiavam os pobres.
  • Casa das Quintães é uma casa típica de lavoura, tem uma entrada principal com um desenho cuidado e uma padieira onde pode se ler a inscrição “DOMINGOS LOPES MESTRE VA / O?DOLOPES ANTONIO DAMAQVIEL”.
  • Casa Sabiel data de 1726.

Outros locais de interesse turístico

  • Barragem de Caniçada: Descendo a EN-103 (Braga-Chaves), encontramos a Albufeira de Caniçada construída em 1955. Estendendo-se por 15 km ao longo do rio Cávado e abrangendo ainda os rios Gerês e Caldo, a barragem da Caniçada, que deu origem à albufeira com o mesmo nome, tem como finalidade principal a produção de energia eléctrica. Aqui, a riqueza paisagística do encontro entre a água e a montanha, o verde e o azul, a luz e a sombra constituem os ingredientes necessários para um merecido descanso em atmosfera paradisíaca. Aqui, os visitantes podem ainda desfrutar de uma paisagem excepcional e descobrir um mundo mágico repleto de lendas e memórias durante uma viagem a bordo de o barco turístico “O Brancelhe”.
  • Outeiro de Castro situa-se na vertente Norte da serra da Cantelães e a margem esquerda do Rio Cávado, e a cerca de 330m de altitude. Apresenta uma topografia característica dos povoados fortificados. Aqui pode-se desfrutar de excelentes vistas panorâmicas sobre a Barragem de Caniçada, tendo como curiosidade um palanque de música montado num frondoso carvalho.

Esta freguesia é composta pelos seguintes lugares:

Assento, Crasto, Faldrém, Gavinheiras, Ínsuas, Penedelo, Portelada, Portelinha, Quintães e Travassos.

Festas e Romarias

Stº António, S. João e S. Sebastião – 24 de Junho

Nª Sr.ª Conceição – 1º Domingo de Julho

Sr.ª da Begonha -Domingo a seguir a 15 de Agosto

Stº Amaro – 15 de Janeiro