Rio Cávado

O Rio Cávado nasce na serra do Larouco, a uma altitude de cerca de 1520 metros e desagua no oceano Atlântico, junto a Esposende, após um percurso de 118 quilómetros. O Concelho de Vieira do Minho é banhado pelas águas límpidas e azuis do Rio Cávado, que aliadas à montanha arborizada fazem da Albufeira da Caniçada um cenário inesquecível.

Rio Ave

O Rio Ave, que tem a sua nascente no alto da Serra da Cabreira, proporciona cascatas e lagoas naturais, convidando caminheiros e veraneantes ao descanso e a um mergulho. Este rio tem uma extensão de 94 km, banha os concelhos de Póvoa de Lanhoso, Guimarães, Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso e Trofa e desagua no Oceano Atlântico em Vila do Conde.

Subindo o Rio Ave desde o lugar de Lamedo até a aldeia de Agra, o caminhante poderá desfrutar de uma paisagem de extrema beleza, contemplar meia centena de moinhos, uma das mais características expressões arquitectónicas do Minho, a Cascata da Candosa, o Poço Negro, e ainda refrescar-se nas várias lagoas de água límpida.

De acordo com a lenda, estará na origem do Rio Ave uma bela e triste história de amor que envolve uma jovem cabreira e um cavaleiro: “ (…) Chorou tanto, tanto, que o caudal das suas lágrimas se transformou num Rio e esse rio foi banhar a terra daquele que a abandonou: “Vila do Conde”. E o bom Povo quis perpetuar, com toda a justiça, o amor desgostoso da moça pastora. Por isso, deu à Serra onde ela vivera a sua grande paixão, o nome de Serra da Cabreira e já que ela queria ser ave e voar, passou a chamar ao Rio da Vila do Conde, o RioAve…”