Descrição

O actual território de Vieira do Minho integrava o Conventus Bracarensis, sendo atravessado pela via militar romana que ligava Bracara Augusta (Braga) a Asturica Augusta (Astorga), por Aque Flaviae (Chaves). A Via XVII implanta-se na vertente setentrional da Serra da Cabreira, virada ao Rio Cávado, entrando em Vieira do Minho junto à Capela de São Gonçalo, no lugar do Pousadouro da freguesia de Tabuaças, e saindo pela Ponte do Arco, hoje submersa pela águas da barragem da Venda Nova.

Junto à Capela de Nossa Senhora da Begonha, na freguesia de São João da Cova, está colocado um marco que identifica a via romana do Município de Vieira do Minho como parte integrante do projecto “Vias Augustas”. A envolvente, que circunda esta Via Romana, é uma paisagem bucólica, plena de ruralidade, onde prevalecem os campos agrícolas e as construções de arquitectura vernácula.