Portal de Turismo de Vieira do Minho

Imagem de Fundo

Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal

Informação Útil

Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal

ATENÇÃO: Para já, só é possível percorrer este caminho com recurso a GPS. Não está sinalizado.

 

Percorrer os aproximadamente 230 quilómetros do Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal é imbuirmos num território com vistas soberbas, pejadas de emoções, património natural, religioso e histórico que provoca um choque nos sentidos dos peregrinos.

 

Este caminho tem por base o registo da peregrinação que Leon de Rosmithal, Barão de Blatna, iniciou, a 26 de novembro de 1465, até ao túmulo do apóstolo Santiago Maior, em Santiago de Compostela, com passagem por Portugal.

 

Em Vieira do Minho, o Caminho Português de Santiago de Leon de Rosmithal estende-se ao longo de 10 km e atravessa o município desde o lugar de Calvos, em Rossas, até ao lugar de Louredo, em Guilhofrei.

 

Este novo itinerário jacobeu apresenta ao longo do seu traçado elementos patrimoniais e paisagens que farão as delícias do peregrino. Em Rossas, é de destacar a capela de Calvos erigida em honra de São Frutuoso, Bispo de Dume, um dos impulsionadores da fé cristã na Arquidiocese de Braga durante o século VII. Já no lugar de São Pedro, o imponente espigueiro das Casas Novas brinda o visitante por ser o maior e por isso o mais notável espigueiro existente no concelho. Com cerca de 25 metros de comprimento, tem trinta pés com mós em forma de mesa, exceto um par de pés com duas mós individuais, tudo em granito. No lugar de Ponte Casal, o caminhante é convidado a descansar e restabelecer energias na zona de lazer do Ribeiro da Lama. Mais à frente, ergue-se um pelourinho classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1933. Este ostenta as armas de Portugal antigo esculpidas numa das faces do remate do capitel.

 

Prosseguindo o caminho, já em Guilhofrei, surge a Igreja Paroquial de São Tiago que remonta ao início do séc. XVIII. O altar da capela-mor de estilo barroco, onde está o Santíssimo Sacramento, é a parte mais rica deste templo. De seguida, o romeiro deverá trilhar um caminho rural verdejante e refrescante até ao Olival do Senhor. Em tempos remotos, aqui eram colhidas as azeitonas, cujo o azeite alimentava a chama do Santíssimo, no templo de São Tiago. Junto às Alminhas e à Casa da Muda, cujo nome se deve à prática de troca de cavalos para seguir viagem, é possível fruir da água límpida da Ribeira das Ínsuas e observar vestígios da antiga calçada medieval.

 

Nas imediações do caminho, a oferta turística é variada e merece que seja feito um desvio. São de salientar, o Monte do Castelo, a Albufeira do Ermal e a Aldeia de Portugal de Agra. Para pernoitar, o peregrino dispõe de unidades de alojamento cuidadosamente restauradas, onde o conforto e a hospitalidade se conjugam em harmonia. E porque Vieira do Minho também pode ser descoberto através da sua gastronomia, o visitante poderá deliciar-se com sabores tipicamente vieirenses.

 

Com este novo produto cultural, pretende-se qualificar Vieira do Minho do seu primeiro Caminho Português de Santiago e assim associar-se à prestigiada marca dos Caminhos de Santiago, uma das rotas mais antigas e mais percorridas na Europa.

 

Vídeo pode ser visto aqui

 

O itinerário ainda não se encontra sinalizado, mas já pode ser percorrido com recurso ao mapa GPS disponibilizado em GPX e KMZ.

Download do Percurso: 

KMZ

GPX

 

Ligações:

Câmara Municipal de Póvoa de Lanhoso

Wikiloc

Google Maps