Portal de Turismo de Vieira do Minho

Freguesia de Anjos 15

Freguesia de Anjos

Informação Útil

Freguesia de Anjos

A freguesia dos Anjos, situa-se a 10 Km SE da sede do concelho, ocupando uma área geográfica de 1644 hectares. O seu território progride no sentido NE-SW, descendo a encosta sul da serra da Cabreira. Tem início no seu ponto mais alto (o Talefe) a 1241mts de altitude, sendo a margem esquerda da ribeira de Vilarchão até Santa Marinha (Rossas à cota 400) o seu limite a norte. Aqui, confronta ainda do lado poente com uma pequena parcela do lugar de Figueiró, freguesia do Mosteiro. A restante área a sul é abraçada pela freguesia de Rossas até ao extremo nascente, onde confronta com a freguesia de Ruivães.

Sendo uma aldeia de montanha, aqui nascem inúmeros regatos que confluem para as linhas de água mais caudalosas como a ribeira de Vilarchão e o Rio Ave. As áreas urbanas e agrícolas desenvolvem-se próximo da cota 600, pelo que as culturas predominantes se reduzem ao milho e hortícolas para consumo caseiro.

Origem histórica

É anterior à nacionalidade o povoamento do território desta freguesia como se deduz da arqueologia crastreja das imediações. A designação primitiva era “Santa Maria dos Ladrões”. O Padre José Carlos Alves Vieira refere que não é freguesia de anjos mas de endiabrados caceteiros, situação que se desvaneceu no tempo, sendo agora povoada por gente afável e de bom trato.
A freguesia foi do concelho de Rossas (foral manuelino de 23-10-1514) até à sua extinção em 1836. Por volta de 1705, o Padre António Carvalho da Costa refere na sua corografia que rendia cem mil réis e tinha quarenta vizinhos.

Património

A Igreja Paroquial é uma interessante construção do século XVIII com torreão, tem por orago Santa Maria; existem alminhas no lugar de Carude junto à Igreja Paroquial e duas capelas: a da Sr.ª da Boa Morte em frente ao cemitério e a Capela da Sr.ª do Socorro no lugar de Souto.

Anualmente, promove-se aqui uma festa que é muito concorrida pelos devotos de Santa Luzia, milagreira de doenças da vista. Esta devoção está intrinsecamente enraizada no cariz religioso do povo desta freguesia e freguesias limítrofes, razão pela qual esta festa tem data fixa a 13 de Dezembro.

A Ponte medieval no limite da freguesia com Vilarchão também merece registo.

Casas de interesse patrimonial

Aglomerado Rural de Carude inclui casas com interesse etnográfico, com características exemplares da nossa arquitectura popular, havendo vários canastros de interessante cantaria.

A casa do Pedra no Souto; a casa de Riba em Fundevila; a casa do Courado, a casa do Barroso e a casa da Cancela em Carude;

Capela da Senhora da Boa Morte, Capela da Senhora do Socorro e Igreja Paroquial

Outros locais de interesse turístico

Ribeiro da Pértega, Moinhos, Açude de Lubazes e outros na Serra da Cabreira;

Lugares

Cabo, Carude, Carvalha, Casal de Mouro, Cernados, Codeçais, Fundevila, Outeiro, Pomar Grande, Portela, Ranhadoiro, Rojói e Souto.

Festas e romarias

Stª Luzia – 13 de Dezembro

Sagrado Coração de Jesus e Srª de Fátima data variável em Agosto

Srª do Socorro – data variável em Agosto