Portal de Turismo de Vieira do Minho

Imagem de Fundo

Casa da Cultura – Casa de Lamas

Informação Útil

Telefone

morada

Sobre o local

A Casa da Cultura está instalada num antigo solar denominada Casa de Lamas, propriedade da Câmara Municipal, localizado no centro de Vieira do Minho.

Dotado de dois pisos, uma capela e uma eira de assinaláveis dimensões, assume particular destaque um pátio interior, de planta triangular.

A sua localização, associada às características da área imediatamente envolvente, conferem-lhe um ambiente sugestivo, rapidamente capaz de nos fazer viajar no tempo.

É uma casa com uma movimentada história bem à medida do contraste das gentes do Minho de então – grandes casas senhoriais a par das humildes da gente da gleba. No caso concreto, a “casa” nasce, uma parte, no século XVI, outra no século XVII, mas nos inícios da segunda metade do século XVIII, mais propriamente em 1728, por vontade de um homem desta região – Alexandre José de Lemos, é que se irá concluir, incluindo a capela. Muita foi a atividade deste homem e é dela recompensado com a atribuição de muitos títulos, cargos e funções: Comendador e Cavaleiro Professo na Ordem de Cristo, Familiar do Santo Ofício de Coimbra, Comandante das Milícias de Vieira do Minho. Em 1777 é nomeado cônsul da Republica de Génova, em Caminha. E, em 1779, são-lhes concedidas armas dos Vieiras e Lemos, por carta de brasão de D. Maria I. Aliás a sua pedra de armas vai refletir isso mesmo, partidas na vertical, com metade dos Lemos e metade dos Vieiras. A Casa de Lamas foi sendo acrescentada ao longo dos tempos, mas, curiosamente, respeitando sempre a traça inicial.

A capela era um misto de habilidade de arte, com imagens de santos, vindos de Itália.

Casa de Lamas é um símbolo da riqueza patrimonial de Vieira do Minho ao serviço da comunidade local e regional. Este tem como dever preservar a memória histórica (espólio da Casa de Lamas) e Artística do Concelho e inseri-lo na vida cultural dos nossos dias.

A Casa da Cultura - Casa de Lamas está referenciada como um espaço de atividades culturais, nomeadamente exposições temáticas, direcionadas para a mostra e experimentação de exercícios artísticos de criadores, num cruzamento de diversas técnicas e suportes, de diferentes discursos artísticos e vários temas que refletirão as mais variadas preocupações e problemáticas, presentes no “território” artístico actual. Será particularmente pertinente que estas exposições possam vir a constituir um reforço e um estímulo ao trabalho que cada artista possa vir a realizar.